Ando gostando mais do silêncio e menos de ruído

Ando gostando mais do silêncio e menos de ruído

Ando gostando mais do silêncio e menos de ruído. Talvez por já ter os meus para conviver. Ando buscando a simplicidade. Há algum tempo a formalidade e os padrões me esgotam, me fazem sentir vazia. Ando querendo escutar histórias de gente que sente e deixar meus pensamentos se perderem no tempo para ver então o que me resta.

 

Ando revendo amigos, conceitos, crenças e valores. Ando mais devagar do que já andei, piso no acelerador com mais cautela do que já pisei.

 

Talvez por estar envelhecendo. Ando contemplando mais o que vivo, o que toco, meus jeitos e trejeitos, e o cheiro que tudo tem. Ando preferindo o som do vento e da música suave aos ruídos estridentes. Ando pensando mais em mim e menos no que pensam sobre mim. Ando revendo meu gosto, minhas cores e minhas roupas, redefinindo meu paladar. Ando cuidando do corpo, admitindo limites e trabalhando possibilidades.

Ando desvencilhando-me de regras, pensando o que penso, ouvindo o que falo, luzindo meu olhar, sentindo minhas dores, a minha pele, a vida toda em mim. Ando aceitando distâncias, reconhecendo quão pouco sei e construindo pontes. Ando criando meios, enfrentando meus medos, desenhando caminhos.

Ando admitindo que nada me explica, tampouco me define. Ando mais só, mas ando em boa companhia!

Educadora Claudia Zacarias

Núcleo de São José dos Campos-SP

 

Deixar Um Comentário

Power by

Download Free AZ | Free Wordpress Themes